Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

Desejo em 2012

Em 2011 passamos por lutas, provações com conquistas, realizações. A mensagem do vídeo acima traduz  muito bem o desejo de que possamos ser pessoas melhores do que fomos no ano que se passou.



       Em 2012 quero sentir:  novos sabores; 
                                                             novos cheiros;
                                                             novos abraços;
                                                             novos ares;
                                                             novas alegrias;
                                                             novas possibilidades;
                                                             novas atitudes;
                                                             novas ações;
                                                             novas conquistas;
                                                             novas sensações.


Sentir um mundo novo temperado de coisas boas e interessantes que nos ofereça es…

A alma dos diferentes

Hoje trago à vocês uma poesia cheia de encanto,  de quem enxergava o mundo sob uma ótica humana, sensível e real.  Boa leitura!
Ah, o diferente, esse ser especial!

Diferente não é quem pretenda ser.Esse é um imitador do que ainda não foi imitado, nunca um ser diferente.

Diferente é quem foi dotado

de alguns mais e de alguns menos em hora, momento e lugar errados para os outros.Que riem de inveja de não serem assim. E de medo de não agÿentar, caso um dia venham a ser. O diferente é um ser sempre mais próximo da perfeição.O diferente nunca é um chato. Mas é sempre confundido por pessoas menos sensíveis e avisadas. Supondo encontrar um chato onde está um diferente, talentos são rechaçados; vitórias, adiadas;

De volta

Muitas coisas aconteceram. Estou de volta e vou contar à vocês, em partes, como minha vida está ultimamente. Lembram a saga da minha cadeira motorizada? Pois é, ela chegou depois de muitos disse me disse da loja que fiz a compra. Aí está ela.
Foi necessário eu entrar na justiça para receber a cadeira. Relatei tudo que tinha ocorrido comigo por estar sem a motorizada, quatro meses de espera após a compra. Emprego novo, pessoas novas, transporte adaptado - fiquei envolvida no dia a dia com essas novidades que me pegaram num momento em que mais precisava da motorizada. Passei por constrangimentos que ficarão marcados pra sempre na minha vida. Motoristas do serviço especial Mão na Roda que não queriam me pegar no local ao qual eu aguardava quando saia do trabalho, com a justificativa simplesmente de que eles não tinham nenhuma obrigação de empurrar a cadeira. Mesmo eu deixando bem claro que era uma situação provisória. Minha gente, todos nós precisamos um do outro, ninguém é auto suficient…

Feliz dia do amigo

Aos amigos

de todos os cantos;
de todos os momentos;
de todos os tempos.
20/07/11 - Elaine Chieppe

Pessoas com deficiência x sexo

Pessoas, encontrei o texto abaixo e achei bem informativo. Quando o assunto é pessoas com deficiência e sexo ainda existe muito tabu. Ao meu ver o ponto chave é a família. Na maior parte dos casos as famílias tentam superproteger seus filhos afastando-os da vivência plenados seus sentimentos simplemente ignorando-os.

Não falar no assunto é a melhor forma de proteção, certo? Errado. É preciso sim orientar, conversar e assimilar as necessidades de cada pessoa com deficiência, mas ignorar que deficiente não tem sentimentos, não tem desejos, que deficiente não precisa se relacionar afetivamente, não é a melhor forma de tratar o assunto. 

Não somos bonecos de porcelana, que não podem sofrer, que não podem passar por situações difíceis, que não podem se quebrar, ficar em pedaços, em frangalhos. Claro que não queremos isso, mas faz parte. Somos iguais a qualquer outra pessoa e por isso se situações difíceis surgirem é a prova que estamos vivendo, perdendo de um lado e aprendendo do outro, ou …

Perrengue

Olá meus seguidores, sei que ando sumida. Depois de muitas mudanças e ainda em período de experiência no meu emprego, eis mais uma surpresa e nada agradável. Peguei uma pneumonia ou melhor, ela me pegou. 

Fiquei literalmente de cama depois de anos sem adoecer dessa forma. Só agora estou começando a recuperar as forças para pegar no batente de novo. Segunda-feira faz uma semana que estou de molho e volto a trabalhar, espero conseguir aguentar o dia de trabalho firme. Minha médica me deu uma dose intensiva de medicamento na veia de imediato para que eu não ficasse internada e agora continuo o tratamento em casa com antibiótico, remédios e nebulizações de quatro em quatro horas.
Estou louca para recuperar as energias de novo, voltar com todo gás à minha vida diária e poder dar a merecida atenção a todos vocês respondendo os coments, publicando os selos, visitando meus blogs favoritos, ou seja, estar mais próxima desse mundo que me faz tão bem. Informação, interação, troca de experiências n…

Incansável II

Minha gente, quanta falta que sinto de estar mais próxima da blogosfera, de poder dar a devida atenção a todos vocês que sempre deixam seu carinho por aqui. Então vamos às novidades. Mais uma reviravolta na minha vida profissional. Mudei de setor. 

Lembram da minha expectativa do emprego novo no VAH - Vitória Aparte Hospital? Clique aqui incansável I. Pois bem, amanhã faz um mês que estou lá. Fui contratada como atendente no controle de visitas da recepção central mas a minha limitação física para este setor falou mais alto até porque faltava algumas adaptações necessárias como altura adequada do balcão de atendimento, um telefone headset necessário no meu caso, além de toda a agilidade física que deve-se ter quando se lida com atendimento ao público, como: abrir uma gaveta, pegar pastas e cadernos que ficavam fora do meu alcance. Confesso que se a minha mais que esperada cadeira motorizada estivesse chegado, algumas dessas limitações seriam bem menores ou nem existiriam. 

Mas como nada…

Os 12 preceitos que levam à mudança de paradigmas no século XXI

COMO ENTENDER E RESPEITAR A PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Lembre-se de que as pessoas com deficiência são indivíduos próprios. Elas não pertencem a você, à família, aos médicos ou à sociedade. Cada pessoa com deficiência é diferente das outras e que, independente do rótulo que lhe seja imposto para a conveniência de outras pessoas, ela ainda assim é uma pessoa “única”. Não existem duas crianças com síndrome de Down que sejam iguais, ou dois adultos com deficiência auditiva que respondam ou reajam da mesma forma.Elas são pessoas antes de tudo e têm o mesmo direito à auto-realização que quaisquer outras pessoas, no seu ritmo próprio, à sua maneira e por seus próprios meios. Somente elas podem superar suas dificuldades e encontrar a si mesmas.As pessoas com deficiência têm a mesma necessidade que você de amar e ser amado, de aprender, partilhar, crescer e experimentar, no mesmo mundo em que você vive. Elas não têm um mundo separado. Existe apenas um mundo.As pessoas com deficiência tê…

Devotees

Descobri o termo em uma comunidade do orkut e fiquei curiosa para saber mais a respeito. Passei a ler artigos, blogs e afins, além de discutir o assunto com alguns devotees via MSN. Ainda serei uma pesquisadora profissional heheehe. Nem sempre reconhecemos um devotee de cara, até porque não vem escrito na testa de ninguém, mas com uma conversa dá pra constatar e tirar algumas conclusões. O que não pode acontecer é nos privarmos de conhecer pessoas que possam nos satisfazer emocionalmente. 
O importante é diferenciarmos a pessoa que é um devotee por apreciar a diversidade humana, que deseja sair do óbvio, do certinho, do convencional, para o devotee patológico que só tem olhos e tesão para a deficiência com seus aparatos: cadeira de rodas, muletas e aparelhos ortopédicos. Por tudo que já li cheguei a conclusão que ser um devotee não é doença, a não ser em casos restritos que ultrapassa o bom senso como já disse. No texto abaixo teremos a definição de devotee e suas ramificações com uma …