Desvaneios de sua presença


Sinto sua presença em mim. Ela chega singela e transforma-se em devaneio, até voltar ao aconchego de um carinho. Estar diante de um bem que nos entorpece ao mesmo tempo que nos acolhe nesses dias confusos dá a sensação de paz com o mundo. Esse "bem" é amoroso, singelo, terno, questionador, intempestivo, instigador e impulsivo.

Deixo a citação abaixo como um afago para as mentes inquietas como a minha. Ás vezes é preciso sentir a leveza das coisas pra depois sim, mergulhar no desconhecido e apreciá-lo por inteiro. 

07/02/11 - Elaine Chieppe


"No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento..."
Mário Quintana

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ser cadeirante...

Pessoas com deficiência x sexo

Devotees