Pular para o conteúdo principal

Mente insana

O texto abaixo nasceu de um comentário que fiz no post "Em busca da..." do Blog Visão Diferenciada. Um espaço que vale a pena conferir porque lá vocês vão encontrar a vida como ela é sem ponto e vírgula. Parabéns Mr. Losea, seu blog me inspira.



Quero estar diante de pessoas com conteúdo, que me faça rir até chorar, que alcance minha alma nos pontos mais delicados, mais duros para que eu possa desfrutar desses momentos por inteiro. Quero abraçar os sentimentos com o ardor dos corações que pulsam, que desafiam, que desabafam, que nos transpõe pra um universo de amor. Não importa a roupa, a pele, a espessura, se falta alguma parte do corpo, se precisa de cadeira de rodas ou muletas. A mente é o nosso bem ou o nosso mau maior, cabe a nós escolher. Com ela nossos sonhos não tem limites e as conquistas se tornam mais saborosas. Só as emoções e sentimentos que valem a pena tem lugar no meu coração. É o meu refúgio.

Meu otimismo é muitas vezes tímido. Meu mundo é insano e rico de experiências e prazeres que me completam na essência. Ás vezes a felicidade tenta me trapacear mais insiste em aparecer quando tudo parece estar perdido. Os dias insípidos dão lugar a mensagens alegres, de mudanças, que me inspiram e me abraçam por inteiro.


Essa tal felicidade não vem pra vida toda, não tem regras, ela se instala em momentos, como um presente da vida. Quando ela surgi, aprecio como um doce ou algo que gosto muito. Não sinto uma felicidade morna ou fria, porque ela é feita de momentos e eles são passageiros, é o ciclo da vida. Correr atrás do que tu acreditas é o começo pra viver grandes emoções. Então, bora ser feliz nesse turbilhão de emoções e sensações da nossa mente.

19/02/11 - Elaine Chieppe



A palavra de hoje é: 
(Como gosto muito das PALAVRAS então pra cada post vou retirar uma do Dicionário Michaelis o que me chame atenção ou que vier a cabeça e descrever o significado. Essa palavra pode ou não fazer sentido com o que foi publicado. A idéia é "palavrear" e transmitir de alguma forma uma sensação ou reação a quem ler).

Amor - "Sentimento que impele as pessoas para o que se lhes afigura belo, digno ou grandioso. Grande afeição de uma a outra pessoa de sexo contrário.  Afeição, grande amizade, ligação espiritual. Objeto dessa afeição. Benevolência, carinho, simpatia. Tendência ou instinto que aproxima os animais para a reprodução. Desejo sexual. Ambição, cobiça: Amor do ganho. Culto, veneração: Amor à legalidade, ao trabalho.  Caridade. Coisa ou pessoa bonita, preciosa, bem apresentada. Filos Tendência da alma para se apegar aos objetos. Antôn: aversão, ódio. sm pl 1 Namoro. 2 O objeto amado. 3 O tempo em que se ama. 4 Relações ilícitas, comércio amoroso. Mit Divindades subordinadas a Vênus e Cupido. Bot O mesmo que carrapicho, acepção 11. V carrapicho-grande. A.-agarradinho, Bot: trepadeira da família das Poligonáceas (Antígonon leptopus), originária do México, muito cultivada nos jardins brasileiros com fins ornamentais. A.-crescido, Bot: o mesmo que cavalheiro-das-onze-horas. A. lésbico: o mesmo que safismo. A. livre: relações sexuais ou coabitação sem casamento legal. A. platônico: relação estreita entre duas pessoas de sexo oposto, sem realização de atos sexuais. A.-seco, Bot: o mesmo que carrapicho-de-beiço-de-boi. Pelo amor de Deus: usa-se quando se pede com encarecimento. Por amor à arte: gratuitamente, sem nenhum interesse. Seja tudo pelo amor de Deus: exclamação com que se manifesta conformidade ou tolerância com o impróprio ou com o desagradável. Ser do amor, gír: só quer saber de prazeres sensuais".

Comentários

  1. Oi Laine,

    Nossa, eu estou lisongeado com seu post, é muito gratificante pra mim poder contribuir um pouquinho que seja minhas angustias, decepções, tristezas, alegrias e saber que de alguma forma tbm faço com que as pessoas reflitam sobre nossa forma de viver a vida...

    Fico imensamente feliz em ser citado no seu blog e principalmente por vc ser jornalista...e a formação jornalista requer um alto senso crítico das coisas...eu sou muito autocritico e sempre acho que meus textos nunca ficaram tão bons como as pessoas dizem que sempre ficaram bons...fiz o blog para passar o tempo e ter uma atividade quando fiquei acamado e acabei gostando da ideia...

    Adorei muito seu blog e não seja pessimista, eu por exemplo, me considero otmista mas sempre me preparo pro pior para que não fique frustrado futuramente com qualquer que seja a situação e foi assim que tive uma aceitação natural com tudo que aconteceu...

    Já escrevi demais né...rsrsrsrs

    Um grande beijo pra vc.

    ResponderExcluir
  2. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE http://crescerevencercomjesus.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ser cadeirante...

O texto abaixo está circulando na internet e achei pertinente postar aqui. É fato e muitas pessoas desconhecem o assunto, ás vezes por não conviverem com um cadeirante e não saberem lidar com uma situação, outras por ignorância, e a maior parte por descaso e desrespeito do próprio Estado de oferecer uma estrutura adequada para que a gente possa viver com mais dignidade. Boa leitura!   Ser cadeirante é ter o poder de emudecer as pessoas quando você passa… Ser cadeirante é não conseguir passar despercebi­do, mesmo quando você quer sumir! E ser completamente ignorado quando existe um andante ao seu lado. E isso não faz sentido, as pernas e os braços podem não estar funcionando bem, mas o resto está!

Ser cadeirante é amar ele­vadores e rampas e detestar escadas… Tapetes? Só se fo­rem voadores, por favor! Ser cadeirante é andar de ônibus e se sentir como um “Power Ranger” a diferença é que você chega ao ponto e diz: “é hora de MOFAR”.


Ser cadeirante é ter al­guém falando com você como se você…

Pessoas com deficiência x sexo

Pessoas, encontrei o texto abaixo e achei bem informativo. Quando o assunto é pessoas com deficiência e sexo ainda existe muito tabu. Ao meu ver o ponto chave é a família. Na maior parte dos casos as famílias tentam superproteger seus filhos afastando-os da vivência plenados seus sentimentos simplemente ignorando-os.

Não falar no assunto é a melhor forma de proteção, certo? Errado. É preciso sim orientar, conversar e assimilar as necessidades de cada pessoa com deficiência, mas ignorar que deficiente não tem sentimentos, não tem desejos, que deficiente não precisa se relacionar afetivamente, não é a melhor forma de tratar o assunto. 

Não somos bonecos de porcelana, que não podem sofrer, que não podem passar por situações difíceis, que não podem se quebrar, ficar em pedaços, em frangalhos. Claro que não queremos isso, mas faz parte. Somos iguais a qualquer outra pessoa e por isso se situações difíceis surgirem é a prova que estamos vivendo, perdendo de um lado e aprendendo do outro, ou …

Devotees

Descobri o termo em uma comunidade do orkut e fiquei curiosa para saber mais a respeito. Passei a ler artigos, blogs e afins, além de discutir o assunto com alguns devotees via MSN. Ainda serei uma pesquisadora profissional heheehe. Nem sempre reconhecemos um devotee de cara, até porque não vem escrito na testa de ninguém, mas com uma conversa dá pra constatar e tirar algumas conclusões. O que não pode acontecer é nos privarmos de conhecer pessoas que possam nos satisfazer emocionalmente. 
O importante é diferenciarmos a pessoa que é um devotee por apreciar a diversidade humana, que deseja sair do óbvio, do certinho, do convencional, para o devotee patológico que só tem olhos e tesão para a deficiência com seus aparatos: cadeira de rodas, muletas e aparelhos ortopédicos. Por tudo que já li cheguei a conclusão que ser um devotee não é doença, a não ser em casos restritos que ultrapassa o bom senso como já disse. No texto abaixo teremos a definição de devotee e suas ramificações com uma …