Uma História de Superação

Olá, me chamo Vanderleia, mas carinhosamente sou conhecida como Léinha Santos. 

Sou a caçula de 5 irmãos, aos 8 anos fui diagnosticada com uma patologia conhecida como distrofia muscular do tipo cinturas. Tive que aprender a conviver e superar as dificuldades muito cedo.

Fui criada apenas pela minha mãe e meu irmão mais velho (Adriano), que sempre ajudou na minha criação e educação, além da minha mãe ele é uma das pessoas que eu tenho maior respeito e admiração.

No inicio não foi fácil lidar com tanta dificuldade e informação, até porque tenho na família uma irmã (Vanessa) com a mesma patologia (Distrofia muscular) a distrofia muscular não tem cura nem tratamento medicamentoso, e humanamente falando a medicina praticamente me desenganou.

Dos especialistas que passei ao longo da minha vida, sempre ouvi a mesmas coisas, sempre me falaram tudo que essa doença iria me “roubar” e tudo que eu não seria capaz de fazer.

Mais uma vez fui forte e me preparei para a vida da melhor forma possível, pois essa doença poderia me “roubar” qualquer coisa, mas nunca aceitei que “ela” me roubasse a vontade de viver e meu sorriso. Hoje aos 26 anos posso dizer que ainda não alcancei metade dos meus objetivos, mas que até aqui, tive grandes transformações e conquistas, a mais valiosa delas é estar fazendo a faculdade que tanto sonhei, Pedagogia.

Escolhi a pedagogia por diversos motivos, um deles é ajudar na formação de cidadãos conscientes e capazes de construir uma sociedade melhor, mas também para que meus esforços e meus conhecimentos sejam totalmente voltados a educação especial.

Gosto de gente, sou fascinada pelo trabalho social e de alguma forma sei que poderei fazer a diferença na vida das pessoas dando meu testemunho e minha contribuição como futura professora. Eu já estive do outro lado, sei como é difícil ingressar uma criança com deficiência em uma escola publica, se nos dias atuais é difícil, imagina à 15 anos atrás!? Onde pouco se falava sobre inclusão social. Por isso, até aqui me considero uma vencedora! Não que eu seja modelo para alguém, ou exemplo, como muitos costumam me rotular. Prefiro servir de inspiração, pois até aqui tive muitas pessoas como referência e inspiração, professores, amigos, cuidadores, fisioterapeutas…    Enfim, muita gente que passou pela minha vida e deixou suas contribuição como pessoa.

Hoje aprendi e aprendo todos os dias a enfrentar os meus medos e frustrações. Me sinto viva, útil e forte. Sou sensível por natureza, mas forte por imposição! Tenho jeito de menina, mas força de mulher. Tenho poucas pessoas ao meu lado, mas pode ter certeza que esses “poucos” valem muito. Sou grata acima de tudo, à Deus por não ter desistido de mim, e me dado uma nova chance e um novo vigor, todas às vezes que pensei em desistir.

Sou cadeirante e tenho um orgulho imenso disso, posso dizer até que é uma honra  poder ser cadeirante, essa luta não é pra qualquer um! Só posso dizer para todos aqueles que me olhavam sem nenhuma perspectiva de vida: Vocês estavam enganados! Eis-me aqui, firme e forte e na luta. Ainda há muito para conquistar, mais até aqui, estou bem, estou feliz… Entrego, aceito, confio e agradeço! Obrigada Deus por tudo!

Texto e foto enviados por: Vanderleia Santos e retirados do site Eu Supero - Histórias de Superação

Comentários

  1. ♥ Oi amigos, sou a Josiane de Campinas-Sp ♥

    ☺ Alguns médicos sempre estão querendo nos limitar! Eles podem entender um pouco sobre doenças, mas não entendem sobre a capacidade de Deus, Cristo e do Espírito Santo e como trabalham nas pessoas. Quantos exemplos temos de pessoas que são desenganadas em hospitais, mas surpreendem qualquer um com coisas inexplicaveis na medicina! Existe Deus, Cristo e o Espirito Santo, excelentes sempre pra mostrar a grandeza Deles Salmos 106:8 "...para fazer conhecido o seu poder.". ☺
    ♥ Números 6:24 O Senhor te abençoe e te guarde;
    Números 6:25 o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
    Números 6:26 o Senhor levante sobre ti o seu rosto, e te dê a paz.♥

    ResponderExcluir
  2. assista pelo computador:
    ocaminhoantigo.tv
    O Caminho Antigo HD no Youtube

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ser cadeirante...

Pessoas com deficiência x sexo

Devotees