Pular para o conteúdo principal

Campanha - Suzany Martins Ramalho


Hoje estou aqui por um motivo muito especial, venho divulgar a campanha de um amigo muito querido e íntegro. Segue a historia abaixo. Quem se sensibilizar e puder ajudar é só falar comigo ou com o próprio Marcelo Moryan, segue abaixo! 

"É preciso saber que onde você está é o melhor lugar no mundo, porque você está lá. E não podemos nos separar da realidade do outro. Ou ganhamos todos juntos ou perdemos todos."


Entrevista da Monja Cohen para o jornal A Gazeta

MEUS SONHOS...
Já faz um tempo que parei de SONHAR SOZINHO... vi que os meus SONHOS não cabiam todo mundo... que de uma certa forma eles beneficiavam mais a mim que os outros... E muitas vezes realizar um Sonho requer apenas alguns minutos de atenção com o outro... uma conversa amiga por exemplo... Quantos por aí não se confortam apenas em saber que não estão sozinhos? Aos poucos tenho me colocado mais no lugar do OUTRO que no meu devido lugar... e isso todos sabemos NÃO É TAREFA FÁCIL.... Mas quando conseguimos torna-se o “CÉU” que experimentamos em NÓS. Em minha caminhada aos poucos vou realizando alguns SONHOS JUNTOS... muitos sem precisar de exposição... uma conversa aqui... outra ali... um sorriso... um abraço... ou mesmo horas ouvindo a quem só precisar chorar... desabafar e renovar-se....

HOJE PELA PRIMEIRA VEZ EXPONHO UM DESSES SONHOS... O Sonho de uma amiga, SUZANY MARTINS RAMALHO que mora em Mossoró – Rio Grande do Norte....

Suzany é mãe de 02 filhos, desempregada e foi atropelada por um motorista embriagado e hoje luta por uma Prótese que custa R$ 6.000. Ela tem tentado por todos os meios conseguir realizar este Sonho... e entendo.... que se estou no caminho da SUZANY... este também é o meu Sonho... Quando Criança ouvia muito uma música do Roberto Carlos “EU QUERO APENAS” .... em que ele dizia:

“Quero levar o meu canto amigo

A qualquer amigo que precisar

Eu quero ter um milhão de amigos

E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar”

ENTÃO AMIGOS... EU QUERO APENAS 100 AMIGOS QUE DOEM R$ 60,00 E ME AJUDEM A REALIZAR ESTE SONHO... Por se tratar de uma Campanha Privada e séria passarei o número da Conta INBOX... que está em nome da SUZANY. Seja qual for o valor arrecadado prestarei conta INBOX detalhadamente aos participantes... e com a ajuda de DEUS em breve postarei uma foto antes e depois da SUZANY já com a Prótese... COMPARTILHEM COM OS AMIGOS POR FAVOR...
Bjs na Alma para Todos!!!!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ser cadeirante...

O texto abaixo está circulando na internet e achei pertinente postar aqui. É fato e muitas pessoas desconhecem o assunto, ás vezes por não conviverem com um cadeirante e não saberem lidar com uma situação, outras por ignorância, e a maior parte por descaso e desrespeito do próprio Estado de oferecer uma estrutura adequada para que a gente possa viver com mais dignidade. Boa leitura!   Ser cadeirante é ter o poder de emudecer as pessoas quando você passa… Ser cadeirante é não conseguir passar despercebi­do, mesmo quando você quer sumir! E ser completamente ignorado quando existe um andante ao seu lado. E isso não faz sentido, as pernas e os braços podem não estar funcionando bem, mas o resto está!

Ser cadeirante é amar ele­vadores e rampas e detestar escadas… Tapetes? Só se fo­rem voadores, por favor! Ser cadeirante é andar de ônibus e se sentir como um “Power Ranger” a diferença é que você chega ao ponto e diz: “é hora de MOFAR”.


Ser cadeirante é ter al­guém falando com você como se você…

Pessoas com deficiência x sexo

Pessoas, encontrei o texto abaixo e achei bem informativo. Quando o assunto é pessoas com deficiência e sexo ainda existe muito tabu. Ao meu ver o ponto chave é a família. Na maior parte dos casos as famílias tentam superproteger seus filhos afastando-os da vivência plenados seus sentimentos simplemente ignorando-os.

Não falar no assunto é a melhor forma de proteção, certo? Errado. É preciso sim orientar, conversar e assimilar as necessidades de cada pessoa com deficiência, mas ignorar que deficiente não tem sentimentos, não tem desejos, que deficiente não precisa se relacionar afetivamente, não é a melhor forma de tratar o assunto. 

Não somos bonecos de porcelana, que não podem sofrer, que não podem passar por situações difíceis, que não podem se quebrar, ficar em pedaços, em frangalhos. Claro que não queremos isso, mas faz parte. Somos iguais a qualquer outra pessoa e por isso se situações difíceis surgirem é a prova que estamos vivendo, perdendo de um lado e aprendendo do outro, ou …

Devotees

Descobri o termo em uma comunidade do orkut e fiquei curiosa para saber mais a respeito. Passei a ler artigos, blogs e afins, além de discutir o assunto com alguns devotees via MSN. Ainda serei uma pesquisadora profissional heheehe. Nem sempre reconhecemos um devotee de cara, até porque não vem escrito na testa de ninguém, mas com uma conversa dá pra constatar e tirar algumas conclusões. O que não pode acontecer é nos privarmos de conhecer pessoas que possam nos satisfazer emocionalmente. 
O importante é diferenciarmos a pessoa que é um devotee por apreciar a diversidade humana, que deseja sair do óbvio, do certinho, do convencional, para o devotee patológico que só tem olhos e tesão para a deficiência com seus aparatos: cadeira de rodas, muletas e aparelhos ortopédicos. Por tudo que já li cheguei a conclusão que ser um devotee não é doença, a não ser em casos restritos que ultrapassa o bom senso como já disse. No texto abaixo teremos a definição de devotee e suas ramificações com uma …