Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Viver em curvas...

Era vestida de sorrisos: aberto, largo.
De alma leve, espírito livre.
Aquilo que a contrariava logo era esquecido.
Nada a deixava chateada por muito tempo, o que ela queria mesmo era mergulhar no viver.
Sentir as coisas por prazer, sem culpas, amar a tudo e a todos, naquele instante.
Nada era deixado para depois, se cercava de sentimentos nobres, de palavras simples.
Sua presença era notada pelo tom de voz doce, e ao mesmo tempo imponente.
Se alimentava no agora, no hoje, vivia na intensidade do momento.

Elaine Chieppe - 19/07/15

Salve Frida Kahlo / Salve o Estatuto da Pessoa com Deficiência

No dia em que o Estatuto da Pessoa com Deficiência é sancionado aproveitamos para homenagear Frida Kahlo, que nasceu na mesma data, em 1907. A pintora mexicana que transformou as angústias de sua condição de pessoa com deficiência em arte foi um ícone artístico e referência para o feminismo no mundo. Quando criança, Frida contraiu poliomielite que deixou uma lesão no seu pé esquerdo, e ganhou o apelido de ‘Frida perna de pau’. Mais tarde, em 1925, a artista sofreu um acidente em que teve múltiplas fraturas e precisou fazer 35 cirurgias. Foi nesse período, em que ficou presa à sua cama e com problemas na coluna, que começou a pintar e retratar suas angústias e frustrações em suas criações.

Frida foi uma mulher a frente do seu tempo! Viva a superação das barreiras! Viva o Estatuto da Pessoa com Deficiência!
Dilma sanciona Estatuto da Pessoa com Deficiência
URL:  Versão para impressão
Luana Lourenço e Paulo Victor Chagas - Repórteres da Agência BrasilEdição: José Romildo
Lei de Inclusão prevê …

Uma história pra contar - Eu serei as tuas pernas

Ali na Marginal, junto à praia, encontrei um casal que tanto se riam e como brincavam! De repente,

Ele baixa-se até ficar de joelhos


em frente a Ela,
sentada na cadeira de rodas
segura-lhe o rosto
com as duas mãos
aproximam os lábios
e beijam-se.
longamente...
Ela depois diz-lhe qualquer coisa
que eu não entendi.
Ele faz que sim
E beija-a de novo.
Depois abraça-a
e começa a levantar-se,
sempre abraçados,
até ficarem de pé.
Seguros um no outro
juntos
Ele roda sobre si
Ela a deixá-lo virar-se
até que fica de costas.
Ele flexiona ligeiramente as pernas
Ela agarra-se ao seu pescoço
e sobe para as costas dele.
Ele segura as pernas magras dela
e vão para a praia.